3 passos para entender a necessidade de caixa

Atualizado: Set 12

Abaixo detalhamos 3 passos para você identificar a necessidade de caixa para sua empresa. Boa leitura!

Quanto a sua empresa precisa de crédito bancário?

Todos os empreendedores precisam saber a necessidade de caixa do seu negócio e se é preciso ou não acessar às linhas de crédito bancário para auxiliar nessa gestão. Veja três passos importantes para saber o quanto a sua empresa precisa.


1. Conhecer o ciclo financeiro da empresa

O primeiro passo é entender o ciclo financeiro da empresa. De uma forma simples, o ciclo financeiro é o tempo entre o pagamento dos fornecedores e o recebimento dos clientes. Existem empresas que se comprometem a pagar o fornecedor com um prazo de 15 dias, porém elas receberão do cliente em 30. Olha só o que acontece:


Entre o 16º e o 30º dia, a empresa precisa de caixa para pagar as suas contas, já que o dinheiro entra somente dali 14 dias. Se a empresa não tiver saldo disponível, ela terá que recorrer ao crédito bancário.

O ideal é que os recebimentos aconteçam próximo (ou antes) dos pagamentos, principalmente quando a geração de caixa é muito baixa. Dessa forma você garantirá um ciclo financeiro sustentável.


2. Entender se a geração de caixa é pequena ou abaixo de zero

Se a sua empresa está com desequilíbrio de caixa, ou seja, sai mais do que entra ou sai igual ao que entra, uma vez entendido o ciclo financeiro no negócio, você precisa compreender o valor a pagar desse período. No exemplo acima o valor a pagar é de R$ 10 mil, ou seja, a necessidade de caixa é de R$ 10 mil.

Ainda sobre o exemplo acima, supondo que as obrigações somam 10 mil por mês e os recebimentos 25 mil por mês, isso significa que no próximo ciclo a empresa não precisará de crédito bancário, uma vez que ela terá R$ 15 mil disponível em seu caixa.

Já para empresas que não tem essa sobra – geração de caixa pequena ou abaixo de zero – é preciso entender quantos ciclos ficarão no negativo. Se for 5 ciclos, você precisará de R$ 50 mil e, dessa forma, a empresa terá 5 ciclos para criar estratégias com foco no equilíbrio de caixa.


3. Novos investimentos ou vendas

Considerando ainda o exemplo acima, suponha que a empresa está investindo em um novo produto e irá gastar R$ 30 mil para o desenvolvimento dele. Se ela quiser iniciar o projeto agora, ela vai precisar de crédito bancário, umas vez que não há caixa suficiente para esse investimento.

Veja bem, ela tem um saldo bancário de R$ 15 mil – no dia 16 a empresa fez um pagamento de 10 mil, ficou no negativo. No dia 30 ela recebeu 25 mil, portanto o saldo é de R$ 15 mil – e em 16 dias ela terá que pagar novamente mais 10 mil, reiniciando o ciclo financeiro. Então o valor que ela tem em caixa e que não está comprometido é de R$ 5 mil.

Sendo assim, uma outra alternativa além do crédito bancário é guardar essa sobra de caixa, que não está comprometida, até juntar os R$ 30 mil. Nesse exemplo, a empresa precisará de 6 meses para ter o dinheiro do investimento do novo produto.

Essa decisão depende de diversos fatores, como custo financeiro, prazo para o lançamento do produto, entre outros.

A base para entender a necessidade de caixa da empresa é conhecer o ciclo financeiro dela. Então dedique um momento para fazer esse mapa, pois é ele que vai ajudar na decisão da tomada de crédito, bem como no valor mais adequado a solicitar. Lembre-se que dinheiro emprestado é caro, então solicite aquilo que realmente fará sentido para você.


#startup #tech #finançasparastartup #planejamentofinanceiro

© 2020 por MR Finance